Quinta-feira, 5 de Dezembro, 2013


Simple Minds, Mandela Day

Mandela_memoire_RNW_E

Mas lá vou ser acusado de… quero lá saber…

O antigo ministro da Educação do Governo de Durão Barroso admite que houve alguma “perversidade” nos apoios dados ao ensino privado, porque “se celebraram contratos onde eles não eram necessários”. Justino lembra que esses contratos existem desde os anos 1980, daí que tenha ficado surpreendido com a polémica do apoio do Estado aos privados. Justino não parece favorável à ideia (que é do CDS) do cheque-ensino e refere que “fala-se do cheque ensino que é uma expressão completamente infeliz”.

.

Bem… convém devolver a quem não a quer fazer, mas… não têm láo registo do tempo de serviço da malta? Querem uma declaração porque…

Para recuperar 20 euros, professores dispensados da prova terão de declarar que não tencionam fazê-la

Porque um tipo já desconfia desta malta até se disserem que o sol nasce todos os dias…

Prova e aceso e negociações, FENPROF vai apresentar uma queixa na Procuradoria Geral da República

Prova de acesso, João Dias da Silva explica o acordo com o ministério

Swedish results fall abruptly as free school revolution falters

Once a shining example for Michael Gove Sweden has now recorded the largest drop in maths performance over 10 years.
(…)

In recent months a number of for-profit companies running free schools in Sweden have been in financial difficulties, while a recent TV exposé revealed that the state-funded privately-run schools were prepared to bend selection rules to admit bright pupils.

Sweden’s education minister, Jan Björklund, said the Pisa results were “the final nail in the coffin for the old school reform,” and speculated that the central government could take over running schools from Sweden’s municipalities.

Olha… o raio dos políticos suecos devem ser loucos… a dizer mal das suas próprias reformas e a assumir a necessidade de mudar políticas que assumem como erradas, quando os putos tóxicos portugueses – que sabem tudo sobre Educação – dizem que não é nada assim.

Já leram, ó vitorescunhas?

Só mais um reparo… esta queda resulta das consequências de políticas educativas erradas durante mais de uma década, as quais não produzem efeitos em 2-3 anos como por cá de forma lamentavelmente oportunista o PS quer dar a entender. As declarações da deputada Odete João são um monumento praticamente inigualável de demagogia, distorção ou ignorância em relação à forma correcta de avaliar, no tempo, os efeitos de reformas na Educação.

Página seguinte »