Serralves: Conferências: O Estado das Coisas/ As Coisas do Estado.

Vamos, em boa hora, a partir do dia 6 de Dezembro de 2013, voltar a poder assistir a mais um bom Ciclo de Conferências, às quintas-feiras à noite, em Serralves.

A primeira, será a uma 6ª feira, mas as restantes 9, serão às 5ªs feiras, às 21h30 em ponto. Um bom dia, 5ª feira – uma boa noite – sempre, para estas boas Conferências, em Serralves.

A seguir ao título deste Ciclo: O Estado das Coisas/ As Coisas do Estado, aparece-nos (Portugal, Sim ou Não?”, Cinco Anos Depois). Quem é seguidor, acérrimo, destas Conferências, por certo assistiu, em Serralves, faz 5 anos – o tempo, passa-nos rápido – ao Ciclo Portugal Sim ou Não?

Bem, Portugal ainda é Sim, mas com um Não grande. Um Não de falta de esperança, de falta de independências (s), de Valores, de alegrias, de falta de confiança, que não só no Futuro, mas já no Presente, que não só nos outros, mas em nós próprios.

Por certo mais este Ciclo, como sempre em Serralves, nos fará aprender, nos fará pensar, nos ajudará a ver um futuro, que não de um Portugal sózinho, mas esperançadamente de um Portugal num Mundo Global, com Futuro.

Entramos muitos, num clima de pessimismo, estou nesse Grupo. Achei que a dada altura iríamos todos ajudarmo-nos a ser “soluções” – aprendendo com erros passados – e não só problemas! Há muito que achei e até pelo que fui aprendendo, pela e na minha vida pessoal e profissional, e em outras Conferências ao longo dos tempos em Serralves e não só, e pelo que vou lendo, e pelo que não vou vendo, como televisões, que “isto” iria mudar. Hoje, acho que caminhamos de mal a pior.

Mas, mas, temos Serralves, que é Cultura, por muito que muitos achem que não, é essencial termos Cultura em Serralves. E não só, evidentemente! E teremos estas Conferências, que não vão resolver o País, mas podem ajudar a dar pistas, que podem não ser seguidas, mas que podem ser futuro.

Por certo, com muitos dos participantes nestas Conferências, muito poderemos aprender, qualquer que possa ser a nossa idade, com outros, nem tanto, e com um ou outro muito pouco. Estes, poderão aproveitar para aprender, os próprios!

Mas, fica sempre, sempre Serralves de parabéns por organizar estas Conferências, por fazê-las bem-feitas, em boa hora e a horas, e mesmo neste tempo frio, espera-se que sejam a opção, dado que o resto – à mesma hora, um pouco antes, para se chegar a tempo! usamos ser atrasados! – por vezes é tão menos bom, que ir a Serralves, ajudará a pensar o futuro, mesmo que nós, os que vamos assistir em nada possamos contribuir para o melhorar, mas pelo menos veremos que o nosso , talvez não acabe , já. E que outros podem fazer melhor!

O Estado das Coisas/ As Coisas do Estado, começa dia 6, e mais umas vez as minhas felicitações a Serralves, a Luís Braga da Cruz, à Odete Patrício e a todos em Serralves e não só, que não desistem, nunca, de apostar em Cultura, e nestas Conferências, para ganhar o amanhã, ou no minimio, para o não perder!

Augusto Küttner de Magalhães

02.12.2013