É a designação que consigo achar para os livros dos iluminados comentadores da nossa praça sobre as origens e saída da crise. Hoje, ao entrar numa Bertrand, apanhei com a nova prosa natalícia do Camilo Lourenço e fiquei logo sem vontade de olhar fosse o que fosse no campo de visão daquele livro.

Pensando bem… foi uma boa maneira de poupar dinheiro.