Terça-feira, 26 de Novembro, 2013


FORMAÇÃO DE PROFESSORES E PROFISSÃO DOCENTE

A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO SECUNDÁRIO NAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO XX – O DEBATE NO CAMPO EDUCATIVO PORTUGUÊS

A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DO 1º CEB NAS ÚLTIMAS TRÊS DÉCADAS DO SÉC. XX: TRANSFORMAÇÕES CURRICULARES, CONCEPTUALIZAÇÃO EDUCATIVA E PROFISSIONALIZAÇÃO DOCENTE

Charter Schools, vouchers, and school choice: Issues and Groups

Basic SitesGovernment SitesIndexes and DirectoriesInterest GroupsInterest-Group and Other Political SitesNews and Media CoverageResearch Centers and Other Educational SitesStatistics

A comparison of public and private schools in Spain using robust nonparametric frontier methods

(…)

The main conclusion that can be drawn from our analysis is that state subsidized private schools are more efficient, although the estimated inefficiency attributable to students is similar in both public and private schools. Actually, the final decomposition of inefficiency allows us to detect that the effect attributable to the school type is almost inexistent, while peer effect and school effect have a greater impact on results, especially in the subsample of public schools.
This result implies that a significant proportion of inefficiency in public schools depends on the characteristics of students enrolled. Those divergences can be explained because students are not randomly distributed between both types of schools, since students with a lower socioeconomic status are prone to be enrolled in public schools due to the higher costs that would entail to attend state subsidized schools.

Porque se vão conhecendo pareceres, mas a proposta em si, onde está?

3. Proposta de Novo Regime Júridico de habilitação para a docência

(sim, o título do link tem pontuação que dava chumbo na PACC)

… chegou o segundo lote de manuais para os meus alunos do 8º ano. Infelizmente, não chegou ainda o de História e o último teste do período está marcado para os próximos dias em todas as turmas.

Uma das turmas tem 77% de alunos carenciados, a larga maioria deles do escalão A.

E depois digam-me que o problema do insucesso escolar se resolve com questões o tipo cheque-ensino. Há quase 20 milhões para isso mas não há para fornecer os manuais aos alunos carenciados?

E querem redução dos custos intermédios com fotocópias, o que impede o fornecimento de fichas informativas? Como fazem os alunos? Para passar apontamentos, do ponto de vista dos alunos, um quadro de ardósia ou interactivo é o mesmo.

Ide gozar com as vossas contas bancárias…

Educação Especial: Pais e mães com o sonho de uma escola verdadeiramente inclusiva

Crianças de ensino especial sem condições. “É um retrocesso brutal”

IMG_2802

Vão muito bem com um cházinho…

 

« Página anterior