Terça-feira, 26 de Novembro, 2013


Manic Street Preachers, Motorcycle Emptiness

vmirab

Isto não tem espinhas.

Dirigente da Fenprof diz que se estivesse no lugar dos contratados se inscrevia para fazer a prova de avaliação

À espera das decisões definitivas dos tribunais, o dirigente sindical Mário Nogueira diz que “a vida ensina que é importante manter possibilidades em aberto”. O prazo para as inscrições para realizar a prova termina às 18h de quinta-feira.

Nem vale a pena comentar a força deste tipo de lutas.

Daqui ou uma ou duas semanas diz que, se desse aulas, ate seria melhor vigiar as provas e, já agora, classificá-las.

Para manter as possibilidades em aberto.

É uma posição responsável.

A que se esperava.

A que todos esperavam.

A que o Governo esperava.

A que Crato esperava.

A que todos esperávamos.

A que eu esperava, até porque sei que eles sabem que a coreografia jurídica é, desta vez, mesmo só isso.

Ou alguém esperava alguma coisa radical? Do tipo… ir dar aulas com os colegas?

Loures! Loures!!| Loures!!!

Havemos de conseguir, dê lá por onde der.

Não sou jurista, mas quer-me parecer que é melhor não depositarem demasiadas esperanças em algo que tem algumas formas de ser torneado.

Até porque o Governo e o MEC vão fazer finca-pé da coisa, mesmo que daqui a seis meses, um ou dois anos se prove que não t~em razão…

Os professores estão à espera dos tribunais?

Os protestos que inundam as redes sociais contra a prova de avaliação para docentes não têm a expressão correspondente nas ruas – longe disso. Em Coimbra, comentava-se que muitos estarão a contar que a prova seja suspensa.

… embora esta “coligação” seja meio esquisita.

Mosquito, Montez, BCP e BES são os novos accionistas da Controlinveste

OE 2014

Página seguinte »