Ao que parece, se destruirmos por completo uma cidade, um país, uma sociedade, o que vem a seguir é melhor. Como argumento ou demonstração, não é uma inanidade. é apenas ridículo. Porque nunca se disse que a liberdade de escolha é completamente má e não funciona em nenhum lado. Encontrar um exemplo e erguê-lo como norma é que é uma falácia.

Em especial quando não se citam partes como esta, exactamente a seguir ao excerto usado:

The enrollment system is complicated. There are far fewer available seats at good schools than at poor ones, leaving many families to choose between bad and worse. And few students can get into top-rated schools because of limited seats and strict admissions policies.

Parece que o que interessa é a quantidade (há mais gente certificada como com as NO), não interessa se lhes é permitida a escolha entre o mau e o péssimo.