Segunda-feira, 18 de Novembro, 2013


Summer Camp, Two Chords

por bosta nenhuma, desta vez é politóloga!

Ou não – sem minhoca. Ou outro césar.

dos inimputáveis de casta?

Também prestará provas, dando o exemplo, ou terá receio de chumbar-se?

Na opinião do ministro “nenhum professor qualificado tem de ter algum receio desta prova”, considerando que, muito pelo contrário, “os professores qualificados, ou os candidatos qualificados a professores, devem ver a prova como uma demonstração que vão fazer da sua capacidade”.

“A greve é um direito constitucional. Veremos esse problema na altura própria”, respondeu relativamente ao protesto convocado pela FNE.

(,..)

O responsável pela tutela da educação disse ainda que “esta prova existe em muitos países e é uma prova que se destina a verificar as qualificações mínimas daqueles que querem ensinar”.

“É natural que haja muitos candidatos a professores que queiram ensinar. Também é natural que nós – representando os pais, representando a educação do país – queiramos ser o mais criteriosos possível”, justificou.

A FNE decidiu realizar uma greve a 18 de Dezembro, no conselho geral da FNE, que esteve reunido em Évora, no sábado passado.

É que eu não quero, sinceramente, acreditar em algumas coisas que vou ouvindo acerca do actual MEC. Até porque conheço a natureza de certas tertúlias.

Vamos lá a ver uma coisa… entre outras… se os professores são “qualificados”, então para que é a prova que não existe assim em tantos países como Nuno Crato dá a entender e muito menos sem ser para entrar na carreira.

Quanto às partes sobre a greve e o facto de ele se achar representante dos pais… nem vale a pena comentar.

São uma barrigada de rir. Apesar de serem para o 9º ano, aposto que 90% dos professores do Ensino Superior chumbariam numa prova a sério com estas metas.

Gosto de muitas passagens exemplarmente “programáticas”, sendo uma delas a seguinte:

4. Distinguir estalinismo de fascismo, salientando a existência de formas semelhantes de atuação em regimes ideologicamente antagónicos.

Esqueceram-se do nazismo ou partilham aquela teoria do “fascismo em geral” tão do agrado do Papa Rosas?

Anexo: MetasCurrHist9Ano

Página seguinte »