Quarta-feira, 28 de Agosto, 2013


Pearl Jam, Mind Your Manners

dor

… o que não são bullshit jobs ou profissões que vivem de modelos de futurologia baseados em leituras ficcionadas do passado (não, não falo de historiadores que essa é malta quase sempre séria e sem lugar cativo nas televisões, á excepção de um ou outro transformado em politólogo).

Profissões: Bombeiros, carteiros e professores são os que merecem a maior confiança dos portugueses – estudo

Wall Street’s greatest enemy: The man who knows too much

What Michael Winston knows about corporate crimes will horrify you. That’s why financial giants want to destroy him

Embora a perspectiva do autor não seja tão política.

On the Phenomenon of Bullshit Jobs

Em boa verdade, eu acho que o raio do programa das rescisões visa mais os professores do que qualquer outra carreira na função pública… e o alvo são os que ainda restam nos actuais 8º e 9º escalão, para depois ser aplainado em definitivo o tecto salarial.

Governo avança já este ano com rescisões de professores

Definição das regras das rescisões para os professores pode vir a ser publicada em Outubro.

O Governo decidiu antecipar já para este ano o programa de rescisões para os professores. A data em cima da mesa para avançar com este regime específico será em Outubro – depois de ser discutida com a ‘troika’ durante as 8ª e 9ª avaliações em meados de Setembro. Em causa está a publicação da portaria onde vão estar definidas as regras das rescisões amigáveis para os professores.

Fonte governamental explicou ao Diário Económico que estão, porém, a ser estudadas as implicações das rescisões no arranque do ano lectivo. Ainda assim, o objectivo do Executivo é que o regime especial de rescisões amigáveis para professores entre em vigor “ainda este ano”.

Via Diane Ravitch:

A Brief Audit of Bill Gates’ Common Core Spending

Tive o prazer de conhecer a escola do ensino público do 1ºCiclo que é frequentada pelo filho do meu casal amigo alemão. Lá o ano letivo 2013/2014 já começou.
A turma é constituída por vinte alunos, sendo dois discentes da educação especial (um menino é autista e outro é praticamente cego).
A turma tem três professores na sala de aula (um deles é só para acompanhar os dois alunos da educação especial daquela turma).
Impressionou-me várias aspetos na escola: as boas condições físicas do edifício, as obras de arte realizadas pelos alunos que decoravam os corredores, o campo de futebol relvado na escola, o parque infantil para as crianças brincarem e o espaço verde à volta da escola.
Todos os dias, no final das aulas, um encarregado de educação vai para junto da passadeira da estrada que passa perto da escola, onde manda parar o trânsito para as crianças atravessarem essa estrada (usa colete e um sinal de trânsito).
Pedi autorização para tirar fotografias à sala de aula que é frequentada pelo filho do meu casal amigo.
.
Alberto Miranda
Alemanha4Alemanha2Alemanha1
Não me parecem que esta sala seja frequentada por uma turma de 26 ou 30 alunos…

… que o prazo para a iniciativa de 2012 ainda vai dar a 2014…

Despacho n.º 11129/2013. D.R. n.º 165, Série II de 2013-08-28, do Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social – Gabinetes dos Ministros da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social.
Prorrogação do prazo para candidaturas ao procedimento de atribuição do selo de Escola Voluntária/2012.

Já no debate feito no Palácio Foz isso aconteceu, perante o quase total silêncio dos presentes, incluindo muitos “especialistas” reputados, tendo – que me lembro – sido eu o único presente num dos painéis de discussão a dizer claramente que os números estavam falseados para os gastos com a Educação tendo na altura o secretário de Estado Moedas e a organizadora do evento, Sofia Galvão, garantido que isso seria corrigido e não voltaria a acontecer.

Mas… como se sabe… vale tudo para os muitos diplomados e certificados putos tóxicos.

Governo e FMI usam dados deturpados sobre cortes salariais

O FMI publicou gráficos que escondem reduções nos salários. O Fundo argumenta que recebeu os dados do Governo mas não os confirmou. O Executivo reconhece que os dados não são completos.

Já uma vez escrevi aqui que a grande novidade deste governo e seus meninos de coro é que mentem de forma consciente e quando são desmascarados não se amofinam, dizem que sim, que já corrigem e voltam a fazer bosta da grande na vez seguinte, como se a vergonha, o pudor e qualquer pinga de decoro tivesse fugido deles com mais rapidez do que fugiu dos seus antecessores.

A verdade?

Todo o debate sobre a reforma do Estado está voluntariamente infectado e deturpado por manipulações abusivas de dados estatísticos, de médias, de amostras, etc, etc.

é tudo uma enorme mentira, que a mentira dos governos anteriores não pode desculpar.

Ou estão à espera da proximidade da eternidade para começarem a falar verdade e, para ganharem o céu dos hipócritas, confessarem todas as malfeitorias que andam a fazer, isto partido do princípio que os rosalinos, moedas e borginhos acreditam mesmo nisso.

… ignorando sistematicamente tudo aquilo que demonstra que as nossas soluções actuais já estão em abandono lá fora, onde foram testadas e falharam.

Students in Bloomberg’s smaller schools have better on-time graduation rates: report

The Bloomberg administration has pushed to improve graduation rates by shutting down struggling large schools and replacing them with the smaller ones. Research from MDRC that will be released Monday may show a solid success of the practice: 70% of students from small schools graduated on time, while 61% of those turned away managed to earn diplomas in four years.

.
A partir de uma sugestão da A. C.

Cavaco deu luz verde às 40 horas de trabalho na função pública

SONY DSC

 

Roer qualquer coisa.