Pires de Lima deixou ainda “uma palavra de muito apreço” ao seu antecessor no cargo, Álvaro Santos Pereira, que não esteve presente na cerimónia de tomada de posse dos novos membros do Governo, naquela que foi a sétima alteração à composição do executivo PSD/CDS-PP liderado por Pedro Passos Coelho.

Brindemos a mais este exercício de hipocrisia, digo, cortesia.