Confesso não perceber exactamente o timing disto tudo e como se enquadra numa organização do ano lectivo de 2013/14 despachada há um mês, mas aguardando novo despacho.

As alterações previstas para a matriz do 1º ciclo deixam-me algo baralhado, não percebendo exactamente o seu alcance… menos aulas para os alunos para a mesma permanência na escola? Menos aulas (e componente lectiva) para os docentes do 1º ciclo e maior componente não lectiva com outro tipo de actividades?

O que pretende isto alcançar?

Vou reler a coisa, mais o parecer do CNE, mas estes acertos parecem-me daqueles que… coiso e tal, mais valia estarem quietos.

Não eram exactamente estas micro-alterações anuais da treta que o actual MEC tanto criticava?

Proposta: Projeto1ªalteraçãoDL 139de2012de5Julho.

Parecer do CNE: ParecerFinalAlteracaoDL139de2012.

Anúncios