Todos anos a mesma romaria.

Uma coisa é a necessidade de aprimorar este ou aquele critério, outra a emenda tardia de disparates como alguns critérios do exame de Português do 6º ano, quando os classificadores já tinham as grelhas praticamente todas preenchidas. Recebi ainda outro mail, de quem conhece bem o processo que está a decorrer:

Para Física-Química A chegou ontem uma dezena de folhas com orientações de correção, em maior número do que os próprios critérios.
No caso de  Português do 9º, consoante a sala em que o classificador participou na reunião de supervisão, foi dada uma orientação diferente e algumas em sentido completamente oposto. Isto no mesmo Agrupamento de Exames.

Após a reunião uns classificadores receberam esclarecimentos e adendas aos critérios e outros continuam sem receber nada.

Assim se trata da garantia de igualdade e justiça do processo.
.