É sempre o que me ocorre quando vejo um representante da Confap em declarações públicas. Hoje na SICN, esteve Manuel Carlos, parece que vice-presidente da organização, que acabou a sua participação com uma diatribe perfeitamente desnecessária contra os professores, citando um texto de que não indicou a autoria sobre a forma como os docentes pedem o apoio dos pais, mas não o devem ter porque não apoiam os pais durante o resto do ano. E a dar um recado de problemas de ensinagem, naquela linguagem ainda muito albina, aprendida algures, tão vazia de conteúdo quanto cheia de acrimónia.

Eu também sou pai, a minha filha está na escola pública, já fiz parte (apenas como suplente) numa AP e não me sinto minimamente representado por estes senhores que não perdem oportunidade para se afirmar acima de tudo, como se tivessem uma manto de pureza inigualável.

Felizmente, os resultados da sondagem feita desmente as suas palavras, bem como as dos ramirílios que afirmam estar a imagem dos professores em queda por causa da greve.

IMG_1171