Este:

Economico18Jun13

Ora bem… isto parece-me confidencial, mas… não me perguntem como me chegou, pois penso que foi algo extraviado.

Relativamente à prova extra de Português (639) a realizar no dia 2 de julho, há que acautelar o processo de classificação, já que, neste período os professores classificadores de Português poderão encontrar-se de férias. Assim, os agrupamentos deverão proceder do seguinte modo para a convocatória dos classificadores de Português (639):

1. Convocar para a classificação da prova de Português do dia 17 todos os classificadores, de acordo com as prioridades e as regras habituais;

2. Verificar quanto professores classificadores é que vão ser necessários para a prova de 2 de julho, tendo em conta o número de alunos que não puderam realizar a prova por causa da greve, e também de forma que estes classifiquem cerca de 30 provas;

3. Verificar quais os classificadores que não têm férias marcadas para o período de 3 a 11 de julho;

4. Estes poderão ser convocados para ver as provas do dia 2 de julho e não classificam na 2.ª fase;

5. Se não existirem classificadores suficientes que não tenham férias marcadas para o período referido, deverão avisar e negociar, aquando da entrega de provas no dia 19 ou 20, com alguns professores classificadores de forma a que estes possam mudar as suas férias, tendo como contrapartida o não classificarem provas na 2.ª fase, podendo ter as férias todas de seguida;

6. Os restantes classificadores serão convocados para a 2.ª fase.