Paulo Portas apela aos professores para não fazerem greve aos exames.

Emociona-me este defensor dos direitos das famílias.

Quanto ao brio dos professores, caro homónimo, desculpa lá, mas é melhor ficar calado.