E como se explica tantos estudos encomendados a privados, se há funcionários a mais? Ou não são suficientemente qualificados e por isso mesmo devem ser ainda mais desqualificados?

Passos Coelho: “Estado não tem dinheiro para sustentar a factura salarial” da função pública