Hoje foi o Juvenal, colega e amigo irrepreensível.

A minha escola ficou mais pobre, os alunos pior servidos, nós menos acompanhados.

Mas festejámo-lo, apesar do esbulho feito aos direitos que só parecem adquiridos para outros, apesar de ter atingido o limite de idade legalmente estabelecido pelos senhores das vida alheias.