O Sindicato de Professores da Zona Sul (SPZS) acusou, hoje, a Câmara de Ponte de Sôr de “levianamente” aceitar a proposta da Direção Regional de Educação do Alentejo para a criação de um mega-agrupamento para todo o concelho.

Já se tinha procurado uma coisa do género em Mafra e constou que em Cascais se pensava numa gestão centralizada na Câmara…

Mas, não deixa de ser curioso que uma das ameaças de Fernando Ruas seja o corte das funções na área da Educação se avançar a nova lei do financiamento local…

Em resultado da nova lei das finanças locais, as autarquias vão deixar assumir a responsabilidade pelas actividades de enriquecimento curricular,  pessoal não docente e a gestão do parque escolar.