Segunda-feira, 20 de Maio, 2013


Madredeus, Silêncio

 

que gosta de [quase] tudo; deduzo-lhe o hábito.

 

Verem e ouvirem o sóiférte na televisão. E a fanny. Em sinal aberto. Com tudo aberto.
E a teresa de vermelho como no bataclã.

Pode um@ director@ decidir avançar para um contrato de autonomia sem consultar o Conselho Pedagógico ou. mais importante, o Conselho Geral?

A autonomia começa de forma retroactiva neste particular?

A família não conseguir ter um médico disponível, em tempo útil, num centro de saúde sobrelotado e em que os delegados de informação médica aparecem sempre pela direita, com prioridade sobre velhotas e estropiados da vida.

Página seguinte »