Uma inspecção, mas a sério, ao negócio das refeições nas cantinas escolares, em especial no 1º ciclo?

Acredito que antes existisse desperdício e abusos, mas as poupanças nos contratos justificam tudo?