Ter de ouvir os amigos do alheio a queixarem-se da falta de recheio das casas que repetidamente visitaram.