Passos não faz “interpretação” sobre ausência de Portas