Os crentes de hoje a justificarem os seus pecados com os dos crentes de ontem.

Mas pecado é sempre pecado, certo?

Até porque, se andam a convidar os anteriores governantes para debater o futuro do Estado, é porque os t~em em boa conta e nem os querem castigados…

O que tem lógica, pois assim tentam assegurar um futuro sem desforras.