Leia-se… desde que se escolham os parceiros certos e seja possível saltitar entre as partes…

Jorge Coelho: Parcerias público-privadas são “excelente instrumento financeiro” desde que “bem utilizado”