Parece que na nova DGEstE ninguém se entende e que há mais preocupação com o uso dos carros do que em resolver as coisas ou sequer perceber quem tem competência (formal) seja para o que for. E que o caciquismo campeia, em especial do Mondego para cima, mas não só. Que aquilo é relvice e menesice que não se pode.