Firma que contratou Sócrates ganha milhões com o Estado

A Octapharma faturou, entre 2005 e 2011, cerca de seis milhões de euros, num período em que José Sócrates era primeiro-ministro.

Acredito que tudo foi legal.

Até porque deve ter sido de e não da.