Terça-feira, 12 de Fevereiro, 2013


Prefab Sprout, Carnival 2000

Idosa despejada por não responder a inquérito da câmara

Maria Emília Teixeira, 79 anos, não sabe ler nem escrever e residia no bairro Monte da Bela, no Porto.

O ministro da Educação, Nuno Crato, afirmou hoje que as respostas existentes no ensino dual e profissional no país são insuficientes, referindo que os jovens devem ter várias opções de escolha para o futuro.

Que futuro?

A warning to college profs from a high school teacher

Só para o anti-clímax?

Aumento da carga horária para os professores não está em discussão, diz ministro

O ministro da Educação, Nuno Crato, afirmou hoje que o governo não está a discutir qualquer aumento de carga horária dos professores, referindo que se trata de uma “especulação infundada”.

“Isso é uma especulação totalmente infundada. O governo e o ministério da Educação não estão a discutir qualquer aumento de horário de professores e muito menos de 35 para 40 horas, isso não está em causa. É apenas uma especulação alarmista, como outras”, disse o ministro, após uma visita à ATEC – Associação de Formação para a Indústria, em Palmela.

Permito-me uma versão mais completa desta declaração, passando do pensamento à palavra:

Aumento da carga horária para os professores não está em discussão, mas sim a da carga lectiva

DJoaoII

O que é diferente de ser um post anti-sindicalista. Mas há quem confunda porque dá jeito apontar o dedo. O facto de eu ser crítico azedo de muitos políticos e deputados não me torna anti-democrata, a menos que da democracia tenhamos uma visão muito peculiar.

Dito isto…

… gostava de chamar a atenção para algo que já todos percebemos mas que gostaria de aqui deixar explícito.

  • A UGT tem todo o direito de ir fingir que discute alguma coisa com o FMI e a FNE de servir de gabinete de consultores do MEC.
  • A CGTP tem todo o direito de clamar que a rua é sua e tentar enquadrar todo o tipo de protestos com outros seus, para os esvaziar, assim como a Fenprof de ser uma peça operacional dessa estratégia.

Só que não venham dizer que estão, cada uns de sua maneira, a defender mais do que os seus interesses posicionais. Aos trabalhadores nenhuns estão a defender, seja em forma de soft ou de hard power.

… que fizesse o seu trabalho e se pronunciasse juridicamente sobre as medidas do Orçamento para 2013 antes que o Governo as multiplicasse para apresentar à troika?

Vamos lá tentar perceber uma coisa… se Portugal estava sem dinheiro e precisava de um empréstimo, ninguém colocou uma pistola na cabeça dos senhores troikos para o conceder pelo que, no mínimo, se espera que respeitem as leis do país que dizem ajudar, desde que este lhes pague.

O argumento de que o credor manda só funciona até certo ponto, desde que o devedor cumpra as suas obrigações. Ora, entre nós, as leis andam a ser atropeladas apenas num sentido para lhes pagar. E vai sendo tempo para que os senhores juízes dignifiquem a sua função e não a cor da nomeação. E que sejam leais à Constituição e não ao Partido que os escolheu.

Uma nova decisão política como a de 2012 deveria ser motivo para alcatrão e penas.

Ainda a violação na Índia e o álcool na deputada

 

Talvez seja despropositada tanta insistência nestas duas situações. Por coincidência envolvem ambas Mulheres.

Estamos a viver um tempo excessivamente mediatizado, em que tudo nos é contado – não informado – ao segundo, e tudo passa, tudo esquece, num tempo em que não há vontade – mas haveria necessidade – de haver Memórias!

Quanto ao caso da horrenda violação daquela jovem – que acabou por morrer! –  na India por 6 homens, que tem dado bastante que falar, esperemos que não se fique pela espuma das noticias. Ainda para mais estando a India em pleno crescimento e desenvolvimento, estando a encontrar formas de “dar ois seus” muito melhor qualidade de vida, tem que ter muita, mas mesmo muito mais,  atenção à dignidade, à vida da Mulher.

E nenhuma Mulher em nenhuma parte do Mundo pode ser violada, ou violentada. Nenhuma Mulher em nenhuma parte do Mundo pode fazer sexo contra sua vontade.

Cada vez mais a todo o minuto a Mulher tem que ser tratada com os mesmos direitos, com os mesmos deveres, com os mesmos prazeres que o Homem. Sem qualquer diferença!

E não há qualquer desculpa para que tal não aconteça. E não há qualquer razão para que, quem desrespeite a Mulher não seja devida e exemplarmente punido.

Claro que não pena com a  morte – se houvesse um lapso, seria irremediável! –  mas com prisão perpetua, com trabalhos comunitários à mistura dentro do espaço da prisão. E saber-se, e sabermos que tal sucedeu! E sabermos e saber-se que as violações de Mulheres na India ou em qualquer outra parte do Mundo vão acabando a cada dia que passa, pela punição que daí advém, mas essencialmente por a Mulher em todo o lado ter ganho o seu Espaço. tao devido, tão merecido!

Quanto à deputada apanhada a conduzir com 2.42gramas/álcool/ sangue. Bem, a ideia que sempre temos – por certo errada, mas alguns exemplos parecem confirmá-lo, parecem…- , é que as figuras publicas /políticas por norma escapam às punições a que estamos sujeitos , nós, simples e desconhecidos cidadãos.

Assim, para termos a certeza – certa, segura –  que esta senhora deputada no mínimo é tratada como se o não – deputada, política, figura publica ! –  fosse teremos que ter conhecimento da sanção que lhe foi aplicada.

De modo algum para nos dar algum gosto saber que foi devidamente penalizada pelo que fez e não deveria ter feito, mas para entendermos, finalmente, que a Justiça funciona, bem e é igual para todos!

E a mediatização de tudo deve ser mais fundamentada e seguida de principio a fim!

 

Augusto Küttner de Magalhães

Fevereiro de 2013

Hypochondriacs of America, this one’s for you.

Venus-and-CupidPPR

Peter Paul Rubens, Vénus e Cupido