Dizia-me um aluno – bléque uide praide – há uns dias numa daquelas aulas alargadas de apoio em que aparece quem lhe apetece, num momento não-arménio.