Nada que me surpreenda, mas… o concurso dizia tal?

Agora estou baralhado…

E anunciam 600 vinculações na janela do MEC, quando mandam 2000 sair pela porta dos fundos?

O Estado vai poupar 20 milhões de euros com o concurso do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) que se destina a formadores e professores do básico e secundário com horário zero (sem turma atribuída), segundo fonte oficial do ministério da Economia e do Emprego. O concurso nacional, que termina amanhã, tem, para já, 920 vagas disponíveis para docentes e formadores “devidamente qualificados e certificados” em cursos de aprendizagem dual (cursos profissionais). 
Fonte oficial da tutela de Álvaro Santos Pereira adiantou ainda ao Diário Económico que vai haver um novo concurso no início do próximo ano com mais 180 vagas. No total, o IEFP vai disponibilizar 1.100 vagas, para as áreas socio-cultural e científica, que podem ser renovadas anualmente, durante três anos.