Ou mesmo despedir enfermeiros, professores, etc?

ExpEco8Nov12Expresso – Economia, 8 de Dezembro de 2012