Em relação à obrigatoriedade da observação de aulas para a avaliação dos professores nos 2º e 4º escalões há duas leituras, porque a leizinha é daquelas escritas com os cotovelos e dois neurónios em repouso.

  • Há quem interprete que todos os docentes dos 2º e 4º escalões devem ter aulas assistidas, mesmo que já tenham passado pelo processo antes, apenas podendo a posteriori recuperar a avaliação anterior, caso a considerem mais favorável.
  • Há quem interprete que os docentes que já tiveram aulas assistidas, caso não queiram melhorar a sua avaliação, podem desde já dispensar a tal nova observação de aulas.

Ora bem… eu proponho uma coisa, que recupero do que já propus do primeiro ciclo de avaliação, perante este cenário: que toda a gente nestes escalões requeira as aulas assistidas, mesmo sem precisar, e não se chateie muito com o assunto, pois poderá sempre recuperar a avaliação já feita.

E assim serão necessários mais formadores nas bolsas, há mais hipóteses de incompatibilidades e impossibilidades, assim como escusas bem legítimas, a coisa complica-se e, em boa verdade, assume-se como palhaçada o que palhaçada é.

Já sei que não devo ter sorte com a ideia, mas…