O CDS garantiu mesmo ao Diário Económico que não vai aceitar qualquer pagamento na Educação que incida sobre o ensino obrigatório definido até aos 18 anos de idade.

Muitas das opções do Governo não são a nossa opinião, são a nossa obrigação enquanto Estado de cumprir o memorando, de cumprir com um conjunto de parceiros internacionais que são essenciais para que o Estado possa cumprir o seu financiamento.