O secretário de Estado Casanova, em declarações à RTP aquando da ida ao Barreiro apresentar o programa PERA, a vangloriar-se de o combate à fome das escolas ser feito sem dinheiro do orçamento de Estado mas com base no voluntariado e doações.

Sinceramente, se ser democrata-cristão é isto – a apologia da caridade, enquanto se colhem louros por obra alheia para a qual não se deu um tostão – ainda bem que sou pagão.