O pessoal queixa-se das coisas, da governança, da crise, da calamidade, da comunicação social.

Arranja-se onde se denunciar as situações, onde falar sem reservas, onde há abertura para se exporem as situações…

Por exemplo, de professores desempregados de longa duração (mais de um ano, ou mais além, melhor se for um casal). Contactam-se amigos e conhecidos que procuram e encontram.

Mas que não, que isto e aquilo. Que frito e que assado.

Às vezes chateia tanto receio por parte de quem quase nada tem a perder.

Se houver por aí alguém nestas condições que mo comunique para o mail que talvez ainda venha a tempo de.