… e deixa-me in the mood para chatear a JP Sócrates e a uma unha anémica de usar o vernáculo mais acutilante do meu léxico.

Na escola aqui da petiza os senhores da dita cuja empresa decidiram apresentar um projecto designado “Ensaio de Boas Práticas”.

Enviaram um pedido, com a colaboração do agrupamento, para fazerem testes nos Magalhães da miudagem, que coiso e tal, depois deixavam-nos usar outros equipamentos, que não estragavam nada, que não recolhiam dados e mais não sei o quê.

Estúpido que sou, não acedi ao meu instinto de os ir mandar catar macacos para o Botswana. E assinei a porcaria da autorização.

O resultado foi a petiza chegar a casa com o computador neste estado, em loop que só não é infinito porque… o pai até se desenrasca…

Obrigado, pázinhos! Provaram que sou mesmo muito estúpido em acreditar que não fariam porcaria.