Ganda nóia!

Alunos do básico custam menos ao Estado no público do que no privado

(…)

Os dados aqui citados são os referentes ao modelo 7, que inclui a educação de adultos, mas não diferencia as duas modalidades do ensino secundário (regular e vocacional). Segundo o relatório, só com esta não diferenciação é possível estabelecer “uma proporção directa entre os custos por turma, a carga lectiva actual e a carga lectiva futura” na sequência da revisão curricular. Mantendo este pressuposto, mas retirando o ensino para adultos, que nos colégios com contratos de associação apenas representa 11%, o custo de uma turma no básico é de 70.648 euros, subindo no secundário para os 91.421 euros.Quanto ao custo médio por turma, não as separando nem por ciclo nem por modalidade de ensino, situa-se nos 86.333 euros, sendo o custo médio por aluno de 4011 euros. Estes dados dizem apenas respeito às escolas públicas.

No relatório do TC, o custo médio por aluno em 2009/2010, nestes estabelecimentos, foi calculado em 4415 euros. Segundo os autores do estudo hoje divulgado, é de admitir que o custo médio por turma a que se chegou esteja “sobrestimado”.

E quase menos 20%… é dinheiro!

Por mim, começava já a racionalizar os lucros da malta que anda a mamar demais…