Afinal de contas a versão final do estudo apenas segue as metodologias correntes nos países de referência, como aqui me fartei de documentar há uns tempos.

O facto de terem andado aqui comentadores (emílias ramirílias e rio d’oiros mijadoiros) a ofender-me e chamar-me de tudo um pouco não altera a realidade.

Agarrem nos numerosos relatórios existentes nos States e aprendam a fazer as coisas.

A Associação dos Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo considerou hoje que o estudo encomendado pelo Ministério da Educação para apurar o custo real dos alunos no ensino público fica “muito afastado da realidade” por eliminar parcelas de despesa.