A estátua está ali junto ao parque antigo da cidade… e resistiu, quase intocada, aos excessos de 74-75.

O governo quer relançar a industrialização. Como se faz isso?

Pretendemos lançar uma estratégia de fomento industrial entre 2013 e 2020. Se queremos voltar a apostar na indústria e nos nossos sectores produtivos é importante a agenda de reformas estruturais que está no terreno. Em Portugal e na Europa viveu-se nas últimas décadas na ilusão de que podíamos deixar as nossas empresas deslocalizar. Vivemos uma crise sem precedentes que se baseia na perda de competitividade, conjugada com um nível de endividamento insustentável. É fundamental invertermos o ciclo de tendência de desindustrialização de Portugal e da Europa.