Quinta-feira, 1 de Novembro, 2012


ZZ Top, Dust My Broom

De sob o cômoro quadrangular
Da terra fresca que me há-de inumar,

E depois de já muito ter chovido,
Quando a erva alastrar com o olvido,

Ainda, amigo, o mesmo meu olhar
Há-de ir humilde, atravessando o mar,

Envolver-te de preito enternecido,
Como o de um pobre cão agradecido.

[Camilo Pessanha] Em um retrato

Em Lisboa, daqui a uma semana, vou fazer a apresentação do livro que também tive o prazer de prefaciar a convite da FFMS.

E lá se vai a teoria da minha aversão à iniciativa privada em Educação. Eu gosto é de coisas transparentes, estudadas, publicadas.

… contra as imposições da Comunidade Económica Europeia quando escrevia no seu Independente há 20 anos.

Eram tempos de luta contra o federalismo, a favor da identidade e soberania nacionais.

Eram tempos de denúncia dos deslumbramentos com o poder de alguns governantes, ministros e ajudantes de ministro dos governos de Cavaco Silva, de Dias Loureiro a Leonor beleza, de Miguel Cadilhe a João de Deus Pinheiro.

Claro que uma pessoa tem direito a amadurecer e pragmatizar-se, para poder chegar ao poder, manter-se por lá e exercê-lo.

Mas é um bocado patético encontrá-lo num governo que se tornou mero ajudante de técnicos internacionais.

Mais do que o falecimento do CDS e do PP, por quem nunca tive especial estima, há que lamentar a total morte do espírito indy, no que tinha de vagamente patriótico.

Até porque me sinto órfão ou muito desacompanhado, à esquerda, direita e centro, na desafeição real (dispenso bem as excitações retóricas…) por qualquer tipo de totalitarismo, vermelho, branco ou azulado.

 

(c) Antero Valério

Avaliar fichas a ouvir ZZ Top.

E até acelera o processo.

Ribeiro e Castro acusa Vaticano de colaborar na “fraude” da suspensão dos feriados

O deputado do CDS-PP José Ribeiro e Castro alertou nesta quinta-feira, dia de Todos os Santos, para a “mentira” acerca da suspensão dos feriados, argumentando que a lei estabelece concretamente a sua “eliminação”, acusando a Igreja e o Vaticano de colaborarem “nesta fraude”.

Página seguinte »