Todo o mundo e ninguém e a cobardia nas crónicas de cada um;  que é como a verificação do elfo erro errático.