… mas (re)começa a ser demasiado esquisita a promiscuidade entre assessorias a organismos do Estado ou grupos parlamentares e a apresentação de estudos que se pretendem independentes.

Fazer carreira está difícil, assegurar os rendimentos também, mas… estamos no mesmo terreno pantanoso do socratismo-abrantino.