Ministério confirma ilegalidades e vai repetir concursos em ofertas de escola