… porque em devido tempo fez exactamente o que agora critica. Eu lembro-me, pois passei quase toda a adolescência nesses anos de chumbo.

O tempo passa e nunca o ouvi arrepender-se de nada, ou sequer admitir algum equívoco.

Mas, em tempos difíceis, todos buscam a falsa asa protectora de quem os escorraçou nessa altura. Em boa verdade, entendo-o mais a ele, um sobrevivente nato, quase sempre a prever a onda seguinte, do que os que se deixam encavalitar, pensando encavalitar-se.

Quando os aspirantes a promotores de uma pretensa Nova Esquerda recorrem ao que de mais velho a dita Esquerda tem, passando um atestado de menoridade a si mesma, estamos falados.