… mas nunca retroactivamente para quem está no 12º ano e só agora descobre a novidade.

O rigor não passa por isto. O rigor passa por informar atempadamente os interessados das condições em que vão trabalhar e só depois exigir um desempenho a propósito.

Assim é tudo um enorme circo, em que ninguém pode estar seguro seja do que for.

Informa-se os professores, os alunos, os encarregados de educação e o público em geral que, de acordo com a Portaria n.º 243/2012, de 10 de agosto, conforme expresso no n.º 5 do art.º 13.º – «Os exames finais nacionais realizam-se nos termos definidos no n.º 3 do artigo 29.º do Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, e incidem sobre os programas e metas curriculares relativos à totalidade dos anos de escolaridade em que a disciplina é lecionada».

Com a alteração legislativa atrás referida, os exames nacionais das disciplinas de Português (639), Matemática A (635), História A (623) e Desenho A (706), a realizar em 2013, têm por referência os programas dos 10.º, 11.º e 12.º anos de escolaridade.