Claro que há quem dirá que a pessoa ainda tem sorte porque tem emprego, o velho argumento que exalta a aurea mediocritas como norma a atingir. Mas ao fim de muitos e muitos anos de serviço… isto parece-me uma indecência.

Foi feita reclamação.