Recebi este update há minutos, mas ao fim da tarde tinha antecipado isto mesmo, como uma estratégia possível de redução dos encargos orçamentais do MEC, numas respostas para um jornal.

Caro Paulo

O que se está a passar é surreal.
A tutela quer que as escolas protocolem com o centro de formação do IEFP os cursos EFA.
Como os formadores são docentes dos quadros o IEFP depois transfere as verbas correspondentes ao seu vencimento – tudo ao nível dos ministérios. Altera-se assim a fonte de financiamento e alivia-se o orçamento de estado.
Está aberto o caminho para que a educação de adultos saia da escola pública.
Só avançam os cursos EFA que se consigam protocolar com o IEFP.