Crato paga 61 mil euros por parecer jurídico

Sérvulo Correia desmente ter recebido 61 mil euros por parecer

Ricardo Guimarães, da sociedade de advogados Sérvulo e Associados, explica que os 61 mil euros pagos pelo Ministério da Educação e Ciência serviram para pagar «um conjunto muito alargado de serviços jurídicos».

Obsceno, seja por acto simples ou com beijo na boca. Sorry.