Sexta-feira, 21 de Setembro, 2012


The Stranglers, Something Better Change

Nos últimos dias acumularam-se as informações sobre os cortes que andam a ser exigidos aos CRI (Centros de Recursos para a Inclusão), ao nível dos 50% em alguns apoios.

Uma pessoa informada desabafou assim por mail:

Os alunos com apoios têm duas hipóteses: ou se aceita os termos que vigoravam no anterior ano lectivo e terão os tempos adequados para a sua problemática, ou se mantém o actual quadro de horas/alunos aprovado pela DRE e terão que ser “expurgados” muitos alunos dos apoios, se quisermos manter o nível exigido pelas NEE de cada um.

Mas o problema é mais complexo, porque alguns CRIs já aceitaram trabalhar no nível da indigência, com recibos verdes, 46 horas de trabalho e uma série de práticas obscenas que afrontam a ética profissional de alguns que ainda resistem.

Ora isto é vergonhoso, embora enquadrável numa adaptação ao território nacional das teorias dos teorizadores da facção radical dos Tea Party do Partido Republicano americano.

Ao mesmo tempo, depois de turmas constituídas e do arranque do ano lectivo, parece que vão surgir indicações para travar o funcionamento de cursos EFA. O mail da DREC que divulguei isso é claro. E parece ser tudo tão mais verdadeiro, quanto o revelam as ameaças que já surgiram na caixa de comentários contra mim e em defesa da opacidade de funcionamento das DRE e MEC.

O medo parece ser a estratégia adoptada para silenciar quem discorda.

Há que resistir. Em especial quando a ameaça da difamação pessoal e profissional é a reacção de alguns. Com a anuência táctica de outros.

A alusão, a insinuação, a tentativa de manipulação da opinião pública voltou, pujante.

Os actores profissionais detestam que os amadores os embaracem.

A forma de cobrir a manifestação junto a Belém pelos 3 canais de televisão.

Um governo cuja maioria de suporte precisa de comissões de coordenação.

Uma oposição em que o maior partido afirma querer que o governo cumpra o mandato e em que as alternativas andam divididas entre uma busca de pontes e muletas e o quanto pior, melhor.

Um presidente que vê alguns dos seus colaboradores mais próximos andarem com problemas com a justiça e que assinou a generalidade das decisões que agora afirma terem levado o país à ruína.

Acordai

– Zézinho, deixa de cuspir pela janela.

– Não estou a cuspir!!!

– Então estás a fazer o quê?

– A meter estes bocados de borracha na boca e a atirá-los pela janela!

Acho que só isso, ou algo mais estranho, pode justificar este estapafúrdio post do João Cardoso no Aventar. O que lá está é objectivamente falso e pode ser demonstrado com trocas de mails que remontam a 2010, quando um encontro de bloggers chegou a estar pensado para se realizar aqui pelas minhas bandas, com local quase marcado e tudo, em eventual articulação com uma instituição do ensino superior.

O João Cardoso impregnou pelos ouvidos e é pena que quem o tenha impregnado, mesmo depois de avisada, não tenha ainda aparecido a colocar a verdade nos factos. Porque a ideia dessa pessoa não era original e, em boa verdade, tratava-se de um encontro assumidamente fechado e não um debate aberto.

Por outro lado, não é por demais notar que o JC admite que a ideia estava em desenvolvimento por outras pessoas, antes de ele ter sido contactado. E que a ideia dele era muito diferente da que vai ser colocada em prática dia 6 de Outubro nas Caldas da Rainha.

O curioso é que, não sendo dele a ideia inicial, ele considera ter sido gamado. E que sendo a ideia dele diferente da nossa, insista na ideia do gamanço.

O curioso é que ele diga que eu terei levantado reticências à sua participação, quando em nenhum momento isso se passou, apenas tendo eu lamentado que a ideia tenha sido transmitida, ainda em embrião, a alguém das cúpulas do SPRC. É só recuar um mês e consultar os mails de 19-20-21 de Agosto. Houve outras conversas, do início de Julho, bem mais curiosas, mas que nem vale a pena evocar aqui mais.

As pessoas andam mesmo desorientadas, incapazes de elaborarem um discurso coerente e de se informarem minimamente. Se o João Cardoso e a Moriae querem fazer um encontro de bloggers, à maneira deles, com amor e carinho, façam-no. Quem os impede?

Anexo (resumido… o resto só se o super-espião tiver mandado o SIS ou SIED gravar os nossos telefonemas ou filmar o encontro com câmaras térmicas):

No dia 18 de Fevereiro de 2011 11:34, Paulo Guinote <guinote@gmail.com> escreveu:
*********************,Tens interesse em promover um debate sobre Educação na ************* com gente ligada mesmo às escolas de vários pontos do país (bloggers, movimentos) com eventuais convidados especiais (alguns sindicalistas, um ou outro político que consiga debater isto com calma)?Abraço

Paulo G.

No dia 18 de Fevereiro de 2011 17:36,************** <*************@gmail.com> escreveu:

(…),

parece-me interessante. seria necessário acertarmos mais pormenores (datas, envolvidos, etc)… queres vir cá almoçar um destes dias?

Exmo.(a) Sr.(a) Diretor(a)/ Presidente de CAP,

Convida-se V.ª Ex.ªpara uma reunião a realizar nesta Direção Regional de Educação, no dia 25 de setembro, pelas 16.00 horas, na sala do 6.ºpiso,a fim de transmitir orientações relativas ao funcionamento dos cursos EFA.

Aproveito para informar que os cursos EFA previstos para abrir no presente ano letivo não deverão iniciar e os cursos EFA que, eventualmente, possam já ter iniciado, deverão ser suspensos, até novas orientações.

Com os melhores cumprimentos,

Cristina Oliveira

Diretora Regional de Educação do Centro

Página seguinte »