Ministro devia “sentir cheiro da sala de professores”