O MEC agora coloca Informática na lista prioritária!
Agora?
Mas para ter uma noção da quantidade de escolas que não abriram cursos por imposição das DRE’s (após uma pergunta no Facebook… imaginemos na totalidade das escolas):
 
“• Brotero (Coimbra): Multimédia
• António Nobre (Porto): CEF e Técnico de Informática de Gestão (mas autorizou Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos)
• Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Cister – Alcobaça (Pública) -> Cef de Instalador e Operador de Sistemas Informáticos
• Escola Secundária de Ourém – Curso Profissional de Multimédia e Curso Profissional de Informática de Gestão Escola Secundária de Peniche -> Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos
• Agrupamento de Escolas de Marrazes -> CEF – Instalação e Operação de Sistemas Informáticos
• Escola Secundária D. Inês de Castro (Alcobaça) -> Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos (e tinham professores de quadro de informática, que ficaram com horário zero!!)
• ES Bernardino Machado (Fig. Foz) – Tec. Gestão e Prog. de S.I.
• Agrupamento de Escolas dos Arcos de Valdevez-A direção informou que não seria possível abrir cursos de Informática. Nem Informática de Gestão nem Multimédia. E CEFde electrónica e reparação de computadores também não.. Esc Sec Dr. Manuel Gomes Almeida (Espinho) Técnico de Informática de Gestão (tendo concorrido 6+2 (da outra outra escola com quem agrupamos) e havia alunos, que foram enviados para a escola profissional!
• Agrupamento Drº João de Araújo Correia – Peso da Régua(Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos, Técnico de Gestão e Equipamentos Informáticos) + CEF
• Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves – Odemira não teve autorização para abrir cursos de informática.
• Escola Secundária António Sérgio – nenhum de informática nem multimédia, nem cef
• Escola Secundária Daniel Faria Baltar tb não foi possível abrir nenhum curso de informática.
• Esc Sec Mortágua curso de multimédia 
• Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico de Amora
• Agrupamento de escolas de Alfena (tínhamos uma turma preenchida para o profissional e outra para o CEF e não deixaram abrir)
• Escola Secundária de Alpendorada não teve autorização para abrir cursos de informática
• Agrupamento de escolas de Aguas Santas
• Vila Viçosa
• agrupamento de escolas cego do maio, povoa de varzim, cef tipo 2 de operador reparador de computadores
• Operador de informatica- eb 23 de Cristelo( paredes) 
• Curso profissional de informática – Escola Secundária Poeta Joaquim Serra – Montijo
• Escola Rainha Santa Isabel – Carreira – CEF Operador de Informática.
• Curso Profissional de Informática de Gestão – Agrupamento de Escolas de Valdevez – Arcos de Valdevez
• Esc. Secundária Fontes Pereira de Melo – CEF Operador Informática T2 e T3 / Profissional Programação / Profissional Multimédia ainda em duvida
• Escola Secundária de Tomaz Pelayo- Técnico de Gestão e Equipamentos Informáticos
• Agrupamento de Escolas de Valbom – Curso Profissional Técnico de Informática de Gestão
• Agrupamento de escolas de arrifana – CEF operador de informática
• Escola Secundária de Vizela – TGPSI
• Agrupamento Vertical de Redondo
• ES Lordelo
• Agrupamento de Escolas de Vizela – Infias, com alunos para abrir para abrir CEF-Operador de Informática, não foi autorizado pela DRE.
• Agrupamento de Escolas de D. Dinis, Marvila, Lisboa – Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos.
• Agrupamento de Escola de Freiria – CEF IOSI
• Agrupamento de Escolas de Canelas: nada de informática (CEF T2; CEF T3 e CPGPSI)
• Escola Secundária de Marco de Canaveses, agora agrupamento n.1 de marco de canaveses – CEF IOSI e IRC
• Escola Paula Nogueira não abriu o cef de informática pq a DREALG não quis (Em Olhão. deste Vila real de Santo António até Olhão só abriu um CEF de Informatica)”
Agora até poderiam abrir, mas as matrículas estão feitas e… logicamente que não vão abrir… no mínimo incompetência, não?
R.