Resolvemos? Ou querem ser “integrados”?